segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Praticantes do Parkour de vários estados participam de evento na Capital



Praticantes do Parkour de vários estados participam de evento na Capital

Dezenas de jovens de várias partes do Nordeste estiveram em João Pessoa neste final de semana para participar do V Encontro Paraibano de Parkour. Apesar de o evento ser de âmbito estadual participaram praticantes de Pernambuco, Rio Grande do Norte e Alagoas. “O evento foi bem prestigiado. Cerca de 70%, dos 80 inscritos são de outros Estados”, informa o coordenador de Esportes Radicais da Secretaria de Esporte da Prefeitura de João Pessoa (Sejer), Jason Alexander.

Quem esteve na Praça Skate Plaza, no Retão de Manaíra, ou na Praça da Paz, nos Bancários, puderam ver de perto as manobras radicais dos praticantes do Parkour e também participar. Segundo Jason Alexandre, não tem idade definida para aderir ao esporte.n Quem quer pode começar onde e quando quiser, não tem idade, basta querer”, incentiva.
Para quem precisa de companhia vai a dica: “Todo sábado nós nos reunimos na Praça da Paz para praticar e trocar experiências. É bom para o corpo, para a mente e pra fazer amizades”, afirma Petrus Guedes, de 18 anos, estudante universitário do curso de História da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Ele mora no Bairro Funcionários II e treina perto de sua casa durante a semana, mas nos finais de semana segue para o Bairro dos Bancários onde encontra os praticantes de vários bairros da cidade.

O estudante universitário de publicidade, Paulo Vítor, veio de Natal, no Rio Grande do Norte (RN). PV, como é conhecido, conta que se encontrou no Parkour, porque não se identificava com os esportes mais tradicionais praticados no Brasil, como futebol, vôlei, basquete ou natação. Por causa da prática do Parkour ele já esteve em vários locais no exterior. “Já estive na Grécia, Santorino, São Francisco, Califórnia, Las Vegas e em vários estados do Brasil. Pra mim é uma diversão”.

Aos 25 anos, dez deles dedicado aos Parkour, PV aconselha a quem esta começando a ir devagar na pratica das manobras, respeitando os limites do corpo para evitar acidentes. Ele já levou vários jovens a aderir do esporte, inclusive sua namorada, Marcela Cristina, que pratica há alguns meses. ”Ele é minha inspiração”, garante.

Sobre o Parkour – Os praticantes do Parkour exploram os recursos do próprio corpo para se deslocarem de um ponto para o outro rapidamente, utilizando rampas, escadas, muros, corrimãos, calçadas, árvores, sempre buscando superar seus limites físicos. A prática do Parkour pode trazer benefícios para o corpo e para a mente, como o fortalecimento dos músculos, equilíbrio e concentração. Os homens que praticam esse esporte são chamados de “traceur” e as mulheres “traceuse".

Irra Esportes Radicais Web Developer